O que é a empatia da liderança e qual a sua importância no varejo

2022-08-17T09:46:22-03:0016 agosto, 2022|Gestão de Pessoas no Varejo|

Atualmente, o mundo corporativo tem se modernizado e a empatia da liderança se tornou fundamental para alcançar objetivos da loja.

Ao contrário do estereótipo que muitos conhecem, a empatia da liderança serve para aproximar o time do seu gestor. Dessa forma, é mais fácil que o time se sinta mais engajado a vender cada vez mais!

Você quer aprender a como ter uma melhor empatia da liderança na sua loja e desenvolver o seu time de vendas com muito mais sucesso? Então continue lendo este artigo que nós, da Casting, criamos para você!

O que é empatia?

Antes de mais nada, vamos entender o que quer dizer essa palavra que, provavelmente, você já ouviu falar muito.

Empatia é a capacidade de uma pessoa sentir o que uma outra sente, caso atravessasse a mesma situação que ela vivencia. Ou seja, a pessoa empática busca experimentar de forma objetiva e racional o que o outro sente, a fim de tentar compreender seus sentimentos e emoções.

Ok, mas o que isso tem a ver com a liderança no varejo? Tudo!

A empatia da liderança é a ferramenta que vai ajudar o seu time a não se desmotivar com os momentos de crise. Por exemplo, toda loja já passou por períodos de sazonalidade em que há escassez nas vendas. Nesse sentido, a empatia da liderança traça estratégias para contornar este problema sem desincentivar a equipe de vendas.

Além disso, a empatia da liderança não é um dom, mas sim uma habilidade, logo, pode ser desenvolvida por qualquer pessoa. E essa habilidade sendo exercitada diariamente entre seus funcionários, tornará eles mais engajados em atingir as metas de vendas.

Como construir a empatia da liderança?

Em primeiro lugar, se você deseja ter mais empatia como líder de vendas, entenda que os seus funcionários são, antes de mais nada, pessoas. Ou seja, eles possuem dores, problemas, sonhos etc.

Outro exemplo é que, quando falamos de vendas, em alguns casos os seus funcionários terão problemas pessoais que irão afetar os resultados dele naquele dia. Porém, cabe ao gestor sentar e conversar com ele para entender a situação e ajudar o vendedor a melhorar seu desempenho no trabalho.

Caso o seu time de vendas tenha dificuldades em realizar alguma atividade, existem duas ações que o gestor pode tomar para sair dessa situação. A primeira é realizar uma reunião individual para entender quais são os pontos fortes e os que precisam ser desenvolvidos. Em seguida, realocá-lo em uma posição onde ele se sinta mais à vontade. Por outro lado, é conversar e demonstrar que você confia nele para realizar determinada tarefa e, aplicar treinamentos para que o funcionário sinta-se capaz de atender à sua orientação.

Além disso, quando existe a necessidade do seu negócio se reinventar (que são muitas vezes), é natural que surjam muitas dúvidas em relação ao processo. Portanto, busque esclarecer todas as dúvidas que eles terão com paciência. E lembre-se de que as pessoas têm formas diferentes de aprender algo.

Da mesma forma, com as mudanças recorrentes que ocorrem no varejo, você pode utilizar a estratégia de ramp up para crescer o volume de vendas em um curto espaço de tempo.

O que não fazer na liderança

Quando se trata de ter empatia da liderança, saber o que não fazer é tão importante quanto saber o que fazer.

Dessa forma, separamos 3 dicas valiosas sobre o que você deve evitar para se ter a empatia da liderança tão almejada, vamos lá?

1- Se aborrecer com perguntas

Conforme citamos anteriormente, o varejo passa por inúmeras mudanças, por exemplo, a pandemia, o avanço da tecnologia de imersões como o metaverso e muitas outras situações. Ou seja, o ramo varejista se transforma constantemente e essa situação não é nova, logo, se aborrecer com as dúvidas dos seus funcionários é prejudicial para a sua loja. Afinal, isso faz com que eles se afastem de você e, acabam cometendo erros que poderiam ser evitados se houvesse uma relação saudável entre funcionário e gestão.

Gestão Humanizada

2- Não reconhecer os pontos positivos do time

Sendo sincero, quem gosta de estar em um lugar onde apontam somente os defeitos? Provavelmente ninguém!

Da mesma forma, falar apenas das metas que o seu time não alcançou é prejudicial para o seu negócio, pois eles entendem que nada do que eles fazem está bom. Esse tipo de comportamento faz com que o seu time passe a ficar desmotivado e não se preocupar com as metas.

Além disso, isso poderá aumentar a taxa de turn over, gerando mais custos como demissão, contratação e treinamento de novos colaboradores.

3- Não cumprir o que é prometido

Parece ser um ponto básico, contudo, é neste quesito que muitos empreendedores pecam. Pois eles prometem um prêmio especial que fazem seu time de vendas trabalhar bastante, porém, ao alcançar a meta, o prêmio nunca chega.

Não há nada pior para quem é funcionário do que se sentir “usado” pela sua gestão para alcançar um objetivo e não receber nada por isso.

O capital humano é o ativo mais poderoso de um negócio, existem muitas tecnologias no mercado varejista atual, porém, nenhuma consegue ser mais criativo que o ser humano. Além disso, somente o ser humano consegue entender o comportamento da sociedade e trazer inovações para o mercado através de soluções criativas.

Em outras palavras, tenha empatia na liderança cumprindo com aquilo que é prometido para os seus funcionários. Caso contrário, eles deixarão de confiar em você e isso será prejudicial para o funcionamento do seu negócio.

Conclusão

Por fim, busque a empatia da liderança, pois isso fará diferença entre uma loja bem sucedida e um negócio com uma cultura organizacional ruim.

Caso você tenha visto que precisa melhorar neste aspecto, não se preocupe, isso é uma habilidade e você pode ir construindo a partir de agora.

Gostou deste artigo? Então, acesse o nosso blog e fique por dentro de todas as novidades que nós publicamos semanalmente para que a sua loja cresça cada vez mais!

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo