Quais os impactos do aumento da gasolina no varejo?

2022-07-19T10:09:28-03:0019 julho, 2022|Não categorizado|

O empreendedor brasileiro vem enfrentando muitos desafios, porém, com o aumento da gasolina, o setor varejista está sentindo esse impacto. Especialistas chegam a comparar o momento atual da inflação com o que ocorria nos anos 90, antes da implantação do Plano Real.

Nós, da Casting, preparamos este artigo para te ajudar a atravessar mais um momento crítico que todos os varejistas estão enfrentando. Portanto, acompanhe este artigo!

O impacto do aumento da gasolina no varejo

O aumento do combustível anunciado recentemente, irá impactar o consumo de milhões de brasileiros. Da mesma forma, o varejo também sofrerá as consequências deste aumento.

Os especialistas no ramo da economia preveem uma queda nas vendas do setor de 0,5% e 0,6%, respectivamente. Em outras palavras, além do desafio de manter ativo pagando juros altos, o empreendedor deverá se reinventar para contornar as consequências causadas pelo aumento da gasolina. Este aumento afetará, principalmente, o preço do frete para entrega dos produtos.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, a economista da empresa Tendências Consultoria, Isabela Tavares, explica que havia uma visão mais otimista em relação ao preço da gasolina. Além disso, havia uma expectativa em relação a valorização do real, bem como, o retorno dos clientes às lojas físicas, devido a um possível fim da pandemia. Porém, com a guerra entre Rússia e Ucrânia e as pressões causadas pela inflação, trouxeram novamente um cenário mais pessimista.

Apesar da queda nas vendas com as medidas de segurança em época de pandemia, o setor pôde se reerguer no primeiro semestre de 2021. Porém, o aumento do petróleo no mercado internacional trouxe um impacto negativo novamente para o varejo.

Até o momento, não se sabe dizer quais serão os efeitos que a guerra causará no varejo, contudo, apesar das expectativas não serem boas, existem oportunidades de crescimento para alguns.

Oportunidade em meio à crise

Com o aumento do preço da gasolina, muitas pessoas têm buscado fazer compras em mercados locais. Afinal, isso impactou os grandes varejistas e até mesmo, o e-commerce, pois os negócios locais se tornaram uma ótima opção para economizar.

O presidente do Sincovaga, explica que, em tempos de crise como essa, existem vantagens de se fazer compras em negócios de bairro, que são:

  • Eles possuem um movimento menor;
  • Um giro de mercadorias mais lento;
  • Este negócio leva mais tempo para atualizar os preços.

Além disso, estudos que apontam que, nos últimos 2 anos, 67% dos entrevistados trocaram de marcas duas vezes buscando economizar. Ou seja, apesar de ser um cenário bem preocupante, isso se mostra como uma oportunidade para negócios locais e marcas acessíveis.

Como reduzir o impacto do aumento da gasolina?

Com o aumento da gasolina, muitos lojistas têm buscado formas de reduzir este impacto. Afinal, o aumento deste custo é repassado para o consumidor final e isso acaba diminuindo o poder de compra dele.

Ainda que seja existam inúmeros fatores que contribuem para o aumento da gasolina, alguns deles podem (e devem) ser corrigido o quanto antes são:

  • Mau hábito do motorista;
  • Abastecer com gasolina de má qualidade;
  • Não realizar a manutenção dos veículos;
  • Rodovias em mau estado;

Dessa forma, para evitar repassar o valor total ao consumidor, muitos lojistas estão se reinventando para encontrar alternativas mais acessíveis aos consumidores. Uma alternativa que tem se tornado tendência é ter novas transportadoras para atuar na fase final de entrega. Com isso têm crescido o número de empresas de pequeno porte que são especialistas em realizar o last mile – última milha, que é a última fase da entrega.

Existe ainda outra estratégia que consiste em contar com a tecnologia para aliviar as perdas com o aumento do combustível. Dessa forma, às lojas melhoram a produtividade usando a logística e a entrega é feita de forma mais eficiente.

Atualmente, existem alguns softwares de gestão para automatizar os processos e contornar as variáveis. Através destas plataformas, a loja pode monitorar o gasto da gasolina e de pneus.

Alémhttps://www.solucaocasting.com.br/blog/a-tecnologia-no-varejo-software-de-gestao/ disso, pensando em oferecer ainda mais soluções alternativas diante deste cenário ruim, a Casting trouxe 8 dicas valiosas para reduzir o custo com a gasolina:

1– Quilometragem

Para avaliar quais são os veículos que estão consumindo uma maior quantidade de gasolina, faça um bom monitoramento da quilometragem. Utilize os sistemas de gestão disponíveis no mercado para fazer este acompanhamento em tempo real. Além disso, fique de olho no horário em que os veículos são utilizados e nos fatores que estão contribuindo para um possível gasto desnecessário de gasolina.

CTA ebook capital humano

2– Padrões

Defina padrões para os veículos para que você evite usar os veículos que consomem mais gasolina. Ou seja, se você tem uma frota própria, aposte em veículos mais econômicos, por outro lado, se você tem parceiros, escolha bem as marcas e modelos que são usados.

Dessa forma, você dá preferência a veículos mais econômicos e acaba, por consequência, reduzindo os custos com gasolina.

3– Postos de combustíveis

Em período de dificuldade como este, fazer parceria com postos de gasolina é essencial. Dessa forma, você garante um combustível de qualidade para a frota e ainda, fica mais fácil de saber quais os veículos estão sendo abastecidos.

Além disso, através de uma boa negociação, é possível ganhar prazo para pagamento, bem como, descontos no preço.

4– Revisão

As revisões garantem um bom desempenho do veículo e, consequentemente, reduzem os custos com gasolina. Por outro lado, ao fazer uma simples calibragem nos pneus pode colaborar para um rendimento do consumo. Pense bem, fazer uma mecânica preventiva é melhor do que fazer uma mecânica corretiva.

5– Capacite seus motoristas

Invista em curso, palestras, peça de teatros empresariais e outras ferramentas para capacitar os motoristas. Ou seja, treiná-los para mudar maus hábitos na direção, seja, a aceleração excessiva, frenagem brusca ou o uso incorreto de marchas.

Dessa forma, você irá economizar bastante com custos com gasolina.

6– Rotas

Faça um bom planejamento da rota antes de ir para a estrada. Analise quais as rotas com as melhores condições e com menos engarrafamentos.

Como resultado, você irá reduzir os custos com gasolina e, além disso, irá melhorar o desempenho do veículo, bem como, a condição de trabalho do motorista.

7– Peso dos veículos

Ao contrário dos veículos de grande porte, os veículos menores costumam ser consumir menos combustível.

Dessa forma, calcule o que será mais benéfico para você, se é mais importante fazer algumas viagens em veículos menores ou enviar tudo em um único veículo maior. Em outras palavras, controle bem o peso das mercadorias que serão enviadas.

8– Tempo ocioso

As frotas que estão muito tempo paradas pode apresentar um desempenho ruim em relação ao consumo de gasolina.

Então, faça um rodízio correto da sua frota de veículos, para que você utilize todos os veículos constantemente. Assim, você irá reduzir o consumo de gasolina para fazer as entregas.

Agora que você entendeu quais são os impactos que o aumento da gasolina causam no varejo, utilize essas dicas a partir de agora!

Gostou do nosso blog? Então, acompanhe os nossos artigos para ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do varejo.

Nosso time está criando conteúdo relevante constantemente para que você possa vender cada vez mais.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo